Presuntos

Presuntos

Os nossos presuntos provêm de porcos ibéricos, nomeadamente da denominação de origem Guijuelo localizada em Salamanca. Estes porcos ibéricos são criados em liberdade e alimentados da forma mais natural: bolotas, ervas e flores. O seu intenso sabor ibérico e a extrema qualidade os tornam num produto gourmet que, ao ser degustado, torna-se numa experiência inigualável.

Conheça a nossa variedade de presuntos

Grande Reserva

O Presunto Grande Reserva tem um sabor muito peculiar e reconhecido, sendo muito requintado graças aos 16 meses de cura a que sofre. Presunto obtido de suínos de pelagem branca, principalmente da raça Duroc, geralmente criados em regime intensivo, alimentados com ração, que contém um alto percentual de cereais.

Presunto bolota ibérico 75% "cebo de campo"

O presunto de cebo do campo é uma das maiores qualidades que se pode obter do porco ibérico. Criado em liberdade no prado de Córdoba, chamada “Sierra de los pedroches”. Esta área está localizada no norte da Espanha e afirma ser a maior pastagem contínua de toda a Europa. O clima e as grandes extensões de pasto tornam este habitat o espaço ideal para a criação deste tipo de porco, oferecendo uma dieta biológica peculiar que torna estes presuntos de sabor primoroso.

Este presunto provém de porcos ibéricos onde a mãe ou o pai são 100% de raça ibérica e cuja alimentação é totalmente natural. No inverno e na primavera, ele se alimenta de erva, flores e ração.

Presunto bolota ibérico 100%

O Presunto 100% Ibérico de Bolota é a mais alta qualidade que se pode obter do Porco Ibérico. Criado em liberdade no prado de Córdoba, chamada “Sierra de los pedroches”. Esta área está localizada no norte da Espanha e afirma ser a maior pastagem contínua de toda a Europa. O clima e as grandes extensões de pasto tornam este habitat o espaço ideal para a criação deste tipo de porco, oferecendo uma dieta biológica peculiar que torna estes presuntos de sabor primoroso.

Este presunto provém de porcos ibéricos onde a mãe e o pai são 100% de raça ibérica e cuja alimentação é totalmente natural. No inverno e na primavera, ele alimenta-se de erva e flores. No verão passam mesmo fome, pois o pasto seca e acaba com a dieta principalmente à base de bolota, de outubro a março, período denominado “LA MONTANERA” quando a bolota está madura. «Durante a montanera – período de engorda à base de bolotas-, cada rebanho tem um espaço equivalente a um hectare por porco ibérico »

São cristalizações de tiroxina com aparência calcária. A sua presença é sinónimo de qualidade e é preferida em presuntos de porcos de cura longa que desenvolveram uma maior capacidade atlética durante a alimentação a pasto.

O período de cura ideal para os presuntos e pá de presuntos ibéricos depende de muitos fatores. Isso será determinado principalmente pelo peso da peça e a alimentação do porco de onde vem; Presuntos de bolota precisam de mais tempo dos que som alimentados com ração. E também a localização e orientação do secador e, principalmente, o clima da área.

Todos esses fatores desempenham um papel na cura. Portanto, o tempo ideal de cura será sempre determinado pela experiência dos mestres do presunto, que levando em consideração todos os fatores acima descritos e depois de fazer a enseada estabelecerão o tempo ideal para o consumo.

Ao receber o produto, deve-se retirar da embalagem e mantê-lo em local fresco e seco.

Sim, todos os preços estão com IVA incluído.

Para empresas nos países da UE. que têm um C.I.F. O IVA intracomunitário ativo será deduzido do valor dos seus pedidos. Para isso, eles têm duas opções:

  1. Faça a encomenda através do site, onde será cobrado o IVA, e nas observações da encomenda indique o seu número de IVA intracomunitário, para posteriormente efetuar o reembolso do valor correspondente ao IVA.
  2. Faça a encomenda por correio e enviar-lhe-emos uma fatura pró-forma sem IVA.

 

1